Feeds:
Posts
Comentários

Archive for the ‘Gente que faz’ Category

Parteira tradicional, Francisca de Oliveira, a Célia, é também subdelegada de polícia do município de Iranduba no Amazonas, da comunidade de São Sebastião da Serra Baixa, interior de Manaus.

Até os dois anos ela não era batizada. Na época, um acidente grave deixou seu corpo da cabeça até a cintura queimado em carne viva. Sua mãe, através de uma promessa a São Francisco de Assis, pediu para que sua filha não ficasse com seqüelas. Sendo assim, Célia tornou-se Francisca uma mulher marcada pela vida.

Aos 53 anos, Célia é uma mulher de muita vivência. Passado o obstáculo da infância, na juventude, em 1978, a Amazonense se confrontou com outro desafio. Trabalhadora de um laboratório de fotografia em Manaus, os recursos técnicos naquele tempo eram precários. Vítima de uma intoxicação decorrente dos produtos utilizados no trabalho, Célia procurou um médico que lhe deu apenas seis meses de vida por causa de um aneurisma o que a fez passar por seis cirurgias. A fim de fazer seu pouco tempo valer a pena ela decidiu morar junto com o marido e os filhos no interior e passar seus últimos momentos na tranqüilidade do campo. Mas o destino fez a doença não se alastrar e foi em São Sebastião da Serra Baixa, município que fica entre o famoso Rio Negro e Solimões, que Célia tornou-se parteira e subdelegada da sua comunidade. “Ao invés de morrer no interior, eu revivi nele”, acredita.

Convidada pela ONG Cais do Parto de Pernambuco para participar da Reunião Internacional e Estadual de Parteiras Tradicionais, há 22 anos Célia realiza partos humanizados e carrega em sua lista 58 crianças nascidas de suas mãos. “A vida é o presente mais valioso de um ser humano. Devemos fazer dela um ato de coragem, amor e respeito ao outro ser que também a possui. Sempre lembro isso às mães em que faço os partos”.

Parteiras de vários países participam desses encontros no mundo. Além de discutir a regulamentação da profissão, as reuniões proporciona a essas mulheres a troca de experiência e a ampliação da rede de relacionamento entre as parteiras. “Ficom muito feliz em partipar. Sempre levo idéias para a construção de ações numa associação na minha cidade a exemplo da ONG Cais do Parto”, diz Célia.

Seu trabalho, porém não se restringe a realizar partos. Diante de tanto respeito conquistado pelos moradores, a parteira foi nomeada pelo prefeito, subdelegada de polícia voluntária de São Sebastião da Serra Baixa. “Sou uma espécie de Severino quebra galho da comunidade. Se alguém tá com algum problema conjugal, filhos, vizinhos ou qualquer outro que ameace a vida, vou até o local para resolver a ocorrência”, conta.

Sua história de trabalho em prol da humanização fez da mulher Célia uma respeitada e reconhecida representante da vida. Seja ocorrência policial ou de parto  a amazonense não mede esforços em resolver. “Vou onde a vida me chamar”, conclui. ●

Anúncios

Read Full Post »

Essa palestra-show, entitulada, Treinamento Rima com Divertimento é um método inédito, criado para profissionais da área comercial, desenvolvido pelo poeta-cordelista Luiz Wilson. Nele, Wilson aborda através da literatura de cordel, técnicas de vendas que vão desde a apresentação e atendimento, até a pós venda. Confira mais no vídeo abaixo.

Read Full Post »

Para lembrar as histórias que nossos avós  contavam nas tardes de domingo ou na hora de dormir, a obra “Contos folclóricos brasileiros”, da editora PAULUS e de autoria do poeta e pesquisador cultural Marco Haurélio,  é uma ótima pedida. O lançamento será hoje, às 19h na livraria Cortez em Perdizes, São Paulo.

Contados de forma a recuperarem a cultura do nosso país, os contos aguçam a imaginação e levam divertimento às crianças.O livro reúne algumas narrativas já vistas na literatura, mas retratadas de forma diferente. O conto “Maria Borralheira”, por exemplo, é similar ao de Cinderela, porém com um toque de brasilidade: a começar pelo nome da protagonista, que em vez de Cinderela, é Maria. E quem não se lembra de “A Bela e a Fera”? No conto “Belisfronte”, os leitores irão identificar diversos elementos que remetem a esse clássico.

São mais de 30 contos acompanhados de uma mistura de figuras curiosas e tons marcantes; outras são mais simples, sombreadas, recursos que tornam a leitura ainda mais agradável e instigam a curiosidade das crianças. Além disso, a obra conta com notas sobre as versões, um resumo de todos os contos e um glossário, que explica algumas palavras curiosas, como “fato”, que significa “tirar as impurezas”, e “ligança”, cujo sentido se aproxima a “atenção”.

Contos folclóricos brasileiros pertence à coleção Lendas e Contos e tem como objetivo preservar nossas tradições populares, que, na maioria das vezes, são raras na literatura infantojuvenil. O livro também desperta o interesse de pessoas de todas as idades. Para Marco Haurélio, a obra é para a “eternidade”.

Sobre o autor- Marco Haurélio nasceu em Ponta da Serra, município de Riacho de Santana, sertão da Bahia. Poeta e folclorista, é uma referência no Brasil na literatura de cordel. Recentemente, lançou pela PAULUS A lenda do saci-pererê em cordel.

Read Full Post »

Um projeto super bacana chamado “DOE PALAVRAS” desenvolvido no Hospital Mário Pena , em Belo Horizonte, chamou minha atenção por desenvolver um trabalho bastante interessante com pacientes que enfrentam o drama do câncer e que todos nós podemos participar. Para isto, basta termos boa vontade, internet e palavras de otimismo.

Funciona da seguinte maneira: você acessa o site: http://www.doepalavras.com.br/ escreve uma curta mensagem de otimismo pela página principal ou pelo twiter e depois de um filtro, seu texto é exibido em Tvs e telões internos do hospital em locais onde os pacientes estão fazendo o tratamento. A reação deles é maravilhosa. Vale por mil quimioterapias. Seu ato pode transformar a maneira como eles enfrentam o cancêr.

Participe, doe seus pensamentos e palavras de amor aqueles que não  apenas hoje, mas, todos os dias  necessitam de doses de otimismo para enfrentar essa doença tão fragilizadora. As mensagens compiladas nesse projeto vão se transformar em livro que será doado para diversos hospitais.Não é maravilhoso? Então, faça sua parte. Conheça mais sobre o projeto em vídeo no link abaixo.

É isso aí galera. Hasta la victoria siempre 🙂

VÍDEO PROJETO DOE PALAVRAS

Read Full Post »